poesia-prosa

O meu jardim ...

... Luis Mateus

pagina inicial
luis-mateus
... Início | Luis Mateus | Textos | Prosa & Poesia
 

O meu jardim

frases-barra-vert Textos de Luis Mateus
frases de - pub
 

Borboleta, 
que em tão negro jardim queres entrar,
que me queres trazer flores ou espinhos,
não tragas,
e não entres...
Fica à porta, espreita o que está à tua frente.

Consegues ver, porque lá dentro estão velas.
As acesas, rezam por amores acabados,
as apagadas, por calvários que nunca foram amores.

Diante dos teus olhos, 
estão mármores frios e negros.
Se reparares com atenção, 
em cima desses mármores, estão fotografias...
São fotografias de pessoas, 
a quem aos meus filhos direi, que eram amigos, 
porque foi com eles,
que passei os melhores anos da minha vida.

À tua direita, a terra é estéril.
As flores que vês, vestidas de negro,
tendo forma de flores, não são flores!
São de pedra. 
Ali jazem fracassos, 
em forma de mágoas, mentiras, traições e abandonos...

À esquerda, ervas daninhas. 
Coroas de flores, por tudo o que foi em vão, 
por sorrisos e lágrimas, alegrias e tristezas,
noites inesquecíveis, noites de espera agoniante,
cartas e fotografias que se queimaram, 
ouro que se vendeu, bens que se perderam,
recomeços extasiantes, tropeços estúpidos
e sonhos que não se tornaram realidade.

Ao fundo, está um pedaço de terra.
Só tem uma linda flor.
Só tenho essa.
É para a trocar pelo resto da minha vida,
por companheirismo, amor e amizade, 
tudo junto!

Por tudo isto, borboleta,
se vieres só de passagem,
não abras a porta do meu jardim!
Mas se vieres para ficar,
se estrelas e constelações quiseres enfrentar,
se tratares o meu jardim como eu tratarei o teu,
entra, porque estive a vida inteira à tua espera!

Luis Mateus

o-meu-jardim
 
   
 
frases separador
o meu jardim - Topo
melhores-sites.pt © 2015 : : Todos os direitos Reservados