William Shakespeare
frases ... voltar a: FRASES


Sobre William Shakespeare

Nome: William Shakespeare

Nacionalidade: Inglesa

Nasceu a 23 Abril 1564, Inglaterra e faleceu em 23 Abril 1616.

Foi poeta, dramaturgo e ator inglês. Considrado o maior escritor na língua inglêsa e o mais importante dramaturgo do mundo.







Frases de William Shakespeare

Clique nas fotos para visualizar as frases em tamanho maior


shakespeare frases chorar nascer

Choramos ao nascer porque chegamos a este imenso cenário de dementes.

shakespeare frases alegria prolonga vida

A alegria evita mil males e prolonga a vida.

shakespeare frases dor sofrer

Lamentar uma dor passada, no presente, é criar outra dor e sofrer novamente.

shakespeare frases chorar desgracas

Chorar sobre as desgraças passadas é a maneira mais segura de atrair outras.

shakespeare frase amor harmonia

Quando fala o amor, a voz de todos os deuses deixa o céu embriagado de harmonia.

shakespeare vida historia idiota

A vida é uma história contada por um idiota, cheia de som e de fúria, sem sentido algum.

shakespeare frases lutar por amor

Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor.

shakespeare frases miseraveis esperanca

Os miseráveis não têm outro remédio a não ser a esperança.

shakespeare frases duvidas medo

Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar.

shakespeare frases diabo

O diabo pode citar as Escrituras quando isso lhe convém.

shakespeare frase sorriso espada

É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada.

shakespeare musica alimento do amor

Se a música é o alimento do amor, não parem de tocar.

shakespeare frases cozinheiro

É um péssimo cozinheiro aquele que não pode lamber os próprios dedos.

shakespeare frase suportar males

É preferível suportar os males que temos do que voar para aqueles que não conhecemos.

shakespeare frases palavras

As palavras são como os patifes desde o momento em que as promessas os desonraram. Elas tornaram-se de tal maneira impostoras que me repugna servir-me delas para provar que tenho razão.

shakespeare frase suspeita consciencia culpada

A suspeita sempre persegue a consciência culpada: o ladrão vê em cada sombra um policial.

shakespeare inferno vazio demonios

O Inferno está vazio e todos os demônios estão aqui.







William Shakespeare - Sites Relevantes


eBiografia : Biografia de William Shakespeare.

Wikipédia : Acerca de William Shakespeare.





Textos Famosos de William Shakespeare


Noites de sonhos

Há quem diga que todas as noites são de sonhos.
Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão. No fundo, isto não tem muita importância.
O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos.
Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado.


Longa distância

A longa distância apenas serve para unir o nosso amor.
A saudade serve para me dar
a absoluta certeza de que ficaremos para sempre unidos...

E nesse momento de saudade,
quando penso em você,
quando tudo está machucando o meu coração
e acho que não tenho mais forças para continuar;
eis que surge tua doce presença,
com o esplendor de um anjo;
e me envolvendo como uma suave brisa aconchegante...

Tudo isso acontece porque amo e penso em você...


Amor é um marco eterno

Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.


Olhos solares

Não tem olhos solares, meu amor;
Mais rubro que seus lábios é o coral;
Se neve é branca, é escura a sua cor;
E a cabeleira ao arame é igual.

Vermelha e branca é a rosa adamascada
Mas tal rosa sua face não iguala;
E há fragrância bem mais delicada
Do que a do ar que minha amante exala.

Muito gosto de ouvi-la, mesmo quando
Na música há melhor diapasão;
Nunca vi uma deusa deslizando,

Mas minha amada caminha no chão.
Mas juro que esse amor me é mais caro
Que qualquer outra à qual eu a comparo.


Tudo o que é luminoso

É rápido como uma sombra, curto com um sonho
Breve como um relâmpago na noite fria
Que com melancolia revela tanto o céu quanto a terra
E antes que o homem consiga dizer "Veja!"
Os dentes da noite o devoram.
E assim, depressa, tudo o que é luminoso
Desaparece em meio à perplexidade


A vida não é eterna

A vida não é eterna e tudo tem um prazo,
nossas vontades mudam nas viradas do acaso,
pois esta é uma questão ainda não resolvida:
a vida faz o amor ou o amor que faz a vida?
A quem não precisa nunca falta uma amizade,
mas quem precisa só experimenta falsidade
e descobre oculto no amigo um inimigo antigo.


Quando a hora dobra em triste e tardo toque

Quando a hora dobra em triste e tardo toque
E em noite horrenda vejo escoar-se o dia,
Quando vejo esvair-se a violeta, ou que
A prata a preta tempora assedia;

Quando vejo sem folha o tronco antigo
Que ao rebanho estendia a sobra franca
E em feixe atado agora o vejo trigo
Seguir o carro, a barba hirsuta e branca;

Sobre tua beleza então questiono
Que há de sofrer do Tempo a dura prova,
Pois as graças do mundo em abandono

Morrem ao ver nascer a graça nova.
Contra a foice do tempo é vão combate
Salvo a prole, que o enfrenta se te abate.


Sonho de uma noite de verão

Se sempre contrariados foram todos os amantes sinceros, é que o próprio destino o determina desse modo.
Que nos ensine, pois, a ser pacientes a nossa provação, já que é desdita fatal dos namorados, como os sonhos, pensamentos, suspiros, dores, lágrimas, do pobre amor são companheiros certos.


Linda Ofélia

Linda Ofélia,
Você pode duvidar
que as estrelas sejam chamas,
ou que o sol possa girar,
suspeitar da mentira na verdade...
Mas não duvide, nunca,
do amor que tenho por você
e de minha adoração!
Ah, Ofélia, sou tão ruim em rimas,
tão desajeitado com os versos
que chego a suspirar, sem imaginação!
Sou bom só no meu amor por você,
amor supremo de minha vida,
verdadeiro encanto e paixão.
Adeus.
Do seu, enquanto viver,
Hamlet


Quando eu morrer não chores mais por mim

Quando eu morrer não chores mais por mim
Do que hás de ouvir triste sino a dobrar
Dizendo ao mundo que eu fugi enfim
Do mundo vil pra com os vermes morar.
E nem relembres, se estes versos leres,
A mão que os escreveu, pois te amo tanto
Que prefiro ver de mim te esqueceres
Do que o lembrar-me te levar ao pranto.
Se leres estas linhas, eu proclamo,
Quando eu, talvez, ao pó tenha voltado,
Nem tentes relembrar como me chamo:
Que fique o amor, como a vida, acabado.
Para que o sábio, olhando a tua dor,
Do amor não ria, depois que eu me for.


O caminho do bem

Qualquer um ensina a uma multidão o caminho do bem.
Poucos conseguem que uma única dessas pessoas cumpra esse caminho na prática.
Há sempre um abismo entre as palavras e os atos, entre o gesto e a graça que lhe faz brilhar.
Palavra, palavra, palavras, estou farta de todas elas.
A razão pode ter todas as regras e todas as leis, as mais claras e as mais distintas possíveis, para conter a paixão.
Mas uma paixão ardente sempre saberá pular por cima dos limites e fazer a boca estourar em grito de desespero ou de alegria.
Não há pensamento, por mais sábio, que freie a natureza.
O instinto é a única verdade que existe.
Toda vida é instinto, segurá-lo é morrer.
Só há movimento e desejo, gesto e realização.
Todo o resto são fagulhas e miragens, linguagem vazia, passatempo de quem não sabe nada da vida.
O único objetio da natureza é transbordar.


Aprende

Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.


Conselhos

Não expressar tudo que se pensa;
ouvir a todos mas falar com poucos;
ser amistoso mas nunca ser vulgar;
valorizar amigos testados mas não oferecer amizade a cada um que aparecer na sua frente;
evitar qualquer briga, mas se for obrigado a entrar numa que seus inimigos o temam;
usar roupas de acordo com a sua renda sem nunca ser extravagante;
não emprestar dinheiro a amigos para não perder amigos e dinheiro;
e por fim ser fiel a ti mesmo e jamais serás falso com ninguém!


Quem crerá nos meus versos no futuro

Quem crerá nos meus versos no futuro,
Plenos que estão todos de teus altos merecimentos?
Apesar de bem o saberem os céus, serem só um túmulo
Que oculta mais tua vida, e não revela sequer a metade do que vales.
Se transmitir pudesse eu a beleza dos teus olhos,
E em números nunca dantes vistos, chegar a enumerar todas as tuas graças,
As épocas vindouras diriam por certo, como mente este poeta,
Tais coisas celestiais jamais foram propriedades de rostos terrenos
Assim os meus papéis, amarelados com o tempo,
Seriam muito zombados, como belhos mais cheios de lábia que verdade;
E tudo que te é devido, chamado de loucura de poeta,
E o metro forçado de algum delírio antigo
Mas se algum filho teu viesse então
Viverias duas vezes; - tanto nele, quanto nos meus versos.


Querida esposa

"Ah! querida esposa, por que ainda és tão formosa?
Pensar devo que a morte insubstancial se apaixonasse de ti e que esse monstro magro e horrível para amante nas trevas te conserve?
Com medo disso, ficarei contigo, sem nunca mais deixar os aposentos da tenebrosa noite; aqui desejo permanecer, com os vermes, teus serventes.
Aqui, sim, aqui mesmo fixar quero meu eterno repouso, e desta carne lassa do mundo sacudir o jugo das estrelas funestas.
Olhos, vede mais uma vez; é a última.
Um abraço permiti-vos também, ó braços! Lábios, que sois a porta do hálito, com um beijo legítimo selai este contrato sempiterno com a morte exorbitante.
Vem, condutor amargo! Vem, meu guia de gosto repugnante!
Ó tu, piloto desesperado! lança de um só golpe contra a rocha escarpada teu barquinho tão cansado da viagem trabalhosa. Eis para meu amor.
Ó boticário veraz e honesto! tua droga é rápida. Deste modo, com um beijo, deixo a vida.”


William Shakespeare - III

“A alegria evita mil males e prolonga a vida”.
“Sábio é o pai que conhece o seu próprio filho”.
“Ser grande, é abraçar uma grande causa”.
“A beleza provoca o ladrão mais do que o ouro”.
“Guarda teu amigo sob a chave de tua própria vida”.
“O passado é um prólogo”.
“Algumas dores são passíveis de cura”.
“O orgulho devora a si mesmo”.
“Dê a todas pessoas seus ouvidos, mas a poucas a sua voz”.
“A política está acima da consciência”.
“Não julgueis; somos todos pecadores”.
“O amor não se vê com os olhos, mas com o coração”.
“Só há uma treva: a ignorância”.
“As feridas causadas pela amizade são as mais profundas e dolorosas."
“De todas as paixões baixas, o medo é a mais amaldiçoada.”
“O gelo da timidez desfaz-se ao fogo do amor.”
“O horror visível tem menos poder sobre a alma do que o horror imaginado.”
“É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada."
“A cólera é um cavalo fogoso; se lhe largamos o freio, o seu ardor exagerado em breve a deixa esgotada.”
“A vida é uma simples sombra que passa.”
“Aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...”
“As paixões ensinaram a razão aos homens.”
“Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que o inimigo morra.”
“O destino embaralha as cartas, mas somos nós quem as jogamos.”


Amor não é amor

Amor não é amor,
se quando encontra obstáculos se altera,
ou se vacila no mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
cujo valor se ignora lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora,
seu alfange não poupa a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
antes se afirma para a eternidade.


Ser ou não ser

Ser ou não ser, eis a questão: será mais nobre
Em nosso espírito sofrer pedras e setas
Com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja,
Ou insurgir-nos contra um mar de provocações
E em luta pôr-lhes fim? Morrer… dormir: não mais.
Dizer que rematamos com um sono a angústia
E as mil pelejas naturais-herança do homem:
Morrer para dormir… é uma consumação
Que bem merece e desejamos com fervor.
Dormir… Talvez sonhar: eis onde surge o obstáculo:
Pois quando livres do tumulto da existência,
No repouso da morte o sonho que tenhamos
Devem fazer-nos hesitar: eis a suspeita
Que impõe tão longa vida aos nossos infortúnios.
Quem sofreria os relhos e a irrisão do mundo,
O agravo do opressor, a afronta do orgulhoso,
Toda a lancinação do mal-prezado amor,
A insolência oficial, as dilações da lei,
Os doestos que dos nulos têm de suportar
O mérito paciente, quem o sofreria,
Quando alcançasse a mais perfeita quitação
Com a ponta de um punhal? Quem levaria fardos,
Gemendo e suando sob a vida fatigante,
Se o receio de alguma coisa após a morte,
–Essa região desconhecida cujas raias
Jamais viajante algum atravessou de volta –
Não nos pusesse a voar para outros, não sabidos?
O pensamento assim nos acovarda, e assim
É que se cobre a tez normal da decisão
Com o tom pálido e enfermo da melancolia;
E desde que nos prendam tais cogitações,
Empresas de alto escopo e que bem alto planam
Desviam-se de rumo e cessam até mesmo
De se chamar ação.


Que à união de espíritos puros

Que à união de espíritos puros
eu não aceite impedimentos.
Não é amor o amor
que muda quando mudanças encontra,
ou se curva a quem quer extingui-lo.
Oh, não! O amor é um marco eterno
que inabalável enfrenta as tormentas.
É a estrela de todo barco errante,
de brilho certo, mas valor inestimável.
O amor não é joguete do tempo, embora
ao envelhecer os lábios nos entorte.
O amor não muda conforme o dia e a hora,
mas chega inalterado até o fim dos tempos.
Se me provarem que isto está errado,
então nunca escrevi
nem ninguém jamais amou.


Certas horas

Há certas horas que só queremos a mão no ombro,
o abraço apertado
ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado...
Sem nada dizer...
Alguém que ria de nossas piadas sem graça...
que ache nossas tristezas maiores do mundo...
que nos teça elogios sem fim...
E que apesar de todas essas mentiras úteis,
nos seja de uma sinceridade
inquestionável...
Que nos mande calar a boca
ou nos evite um gesto impensado...
Alguém que nos possa dizer:
Acho que você está errado, mas estou do seu lado...


Espelho não me Prova que Envelheço

O espelho não me prova que envelheço
Enquanto andares par com a mocidade;
Mas se de rugas vir teu rosto impresso,
Já sei que a Morte a minha vida invade.

Pois toda essa beleza que te veste
Vem de meu coração, que é teu espelho;
O meu vive em teu peito, e o teu me deste:
Por isso como posso ser mais velho?

Portanto, amor, tenhas de ti cuidado
Que eu, não por mim, antes por ti, terei;
Levar teu coração, tão desvelado
Qual ama guarda o doce infante, eu hei.

E nem penses em volta, morto o meu,
Pois para sempre é que me deste o teu.

Autor do Conteúdo...

Mateus, Luis. "Frases de Shakespeare em fotos para 2022: Citações & Mensagens", https://melhores-sites.pt/shakespeare-frase.html / Acedido em: 2022, Março 26. © Carpeus

Sugestões para esta página?

carpeus@gmail.com